Como funcionam os aparelhos auditivos?

Os aparelhos auditivos modernos são, basicamente, um microcomputador potente, especializado em entregar uma experiência auditiva de qualidade e altamente parecida com a audição natural. Para isso, eles são compostos pelos seguintes itens: microfone, amplificador, receptor, chip processador, bateria e botão de programa. Vamos analisar a fundo a função de cada um:

Microfone

É o responsável por captar o som do ambiente e mandá-lo ao chip processador. Para isso, ele transforma as ondas sonoras em sinais elétricos. Quanto maior o nível de tecnologia do aparelho, melhor a qualidade de captação de som do microfone.

Chip processador

É o responsável por adaptar os sons captados às necessidades auditivas do usuário. É através dele que a programação feita pelo fonoaudiólogo surte efeito, pois ele aplica essas configurações aos sons recebidos, garantindo que o usuário ouça com clareza e sem ruídos. 

Amplificador

Amplia o volume do som, para que você possa ouvi-lo melhor, e o envia para o receptor. 

Receptor

Por fim, os sinais elétricos são convertidos novamente em sons pelo receptor, que os transmite ao ouvido através de um auto falante. O ouvido então converte o som em impulsos elétricos e o manda para o cérebro.

Bateria

Os aparelhos precisam de uma fonte de energia para funcionar, e essa é a função das baterias. A maioria dos modelos funciona com baterias descartáveis, que precisam ser trocadas eventualmente, mas já existem alguns com baterias recarregáveis, que não precisam ser trocadas. 

Botão de programa

Comanda as ações do aparelho, como atender chamadas telefônicas nos modelos com conexão Bluetoooth, por exemplo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasília João Pessoa